C

Cabral - Sobrenome português toponímico, referindo-se a um " lugar onde há ou pastam cabras ". O registro mais antigo conhecido, deste nome é o de Aires Cabral, em tempo de el-rei D. Dinis, no tempo dos primeiros reis de Portugal, ocuparam os Cabraes lugares honrados e a eles permaneceu o senhorio de Belmonte e de outras terras.

Caetano - Sobrenome utilizado em alguns paises da Europa, sendo difícil dar-lhe uma origem exata, possui duas origens possíveis, como patronímico, tendo assim sua origem no nome do pai do portador inicial ou como um toponímico vindo do latim Caietanus " habitante ou natural de Caleta ou Gaeta, cidade da Itália", na Itália utiliza-se também a forma Gaetano.

Caldeira(s) - Sobrenome português primitivo, indicava a pessoa que exercia a profissão de caldeireiro, existe uma historia interessante a respeito deste sobrenome, segundo alguns genealogistas provem de um português, que, na batalha de aljubarrota, arrebatou dos castelhanos uma das caldeiras em que estes cozinhavam. Todavia, parece que o sobrenome já era usado antes desta batalha.

Camacho - Pouco se sabe a respeito deste sobrenome, sabe-se apenas que foi muito utilizado na Espanha na Andaluzia, porem acredita-se que esta família tenha vindo da França para a Espanha, em documentos de 1238 foi registrado o nome de João Camacho durante a conquista de Valência.

Camargo - Sobrenome português de origem toponímica espanhola, vem de Camargo, província de Santander na Espanha. Da família de D. Afonso Camargo provem José Ortiz de Camargo, natural de Castela velha, de quem, pôr sua vez, descendem os Camargos de São Paulo.

Campainha - Provavelmente de origem portuguesa.

Campos - Sobrenome utilizado por portugueses e espanhois, é classificado como sendo um toponimico pois tem origem geografica. Os primeiros Campos espanhois vieram da Terra de Campos (Campi Gotorum, "Campos dos Godos") em palencia, Leão e Valladolid, e passaram a Portugal no tempo de D. Fernando I ( Sec. XIV).

Capeli - Sobrenome italiano classificado como sendo derivado de uma atividade profissional, grafia alterada de Cappelli, que pôr sua vez é o plural de Cappello, designação pela qual era conhecido o fabricante e/ou vendedor de chapéus, deriva da forma latina Cappellus(chapéu).

Cardenuto - Sobrenome de origem italiana, alteração grafica de Carotenuto ocorrida quando da imigração desta familia para o Brasil.

Cardoso - Sobrenome de origem portuguesa, classificado como sendo um toponímico, ou seja de origem geográfica. Vem da expressão "terreno Cardoso ou chão Cardoso " isto é cheio de cardos. Nele se edificam casas e o local ficou assim denominado. Acham-se os Cardosos em tempo de el-rei D.Sancho I, é o seu solar a Quinta de Cardoso junto a Lamego. Na Espanha há o sobrenome Cardo, Sancho Garcia Cardo foi o fundador dessa linhagem.

Carneiro - Várias origens se dão aos Carneiros: uns fazem-nos derivar dos Condes de Mouton (carneiro), de França; outros que procedem de D. Lourenço Anes Carnes, de cujo apelido se teria derivado o de Carneiro; outros, ainda, que seria de Espanha, pois já no século XII existia lá o apelido. Havia, porém, a Serra de Carneiro, designação antiga de uma serra perto do Porto, e uma freguesia do mesmo nome, no antigo Concelho de Gestaçô. O indivíduo mais antigo que se conhece com o apelido, mais provavelmente oriundo de alcunha, é Pedro Carneiro, senhor das terras de Valdevez no tempo do Conde D. Henrique, de quem procedeu a família.

Carone - Sobrenome italiano, classificado como sendo um patronímico, ou seja, que recorda, na maioria das vezes, o nome do pai do portador inicial, é formado pôr Caro que vem do latim carus (querido, caro, amado) nome próprio de cunho afetivo muito freqüente no período medieval, geralmente conferido a um filho muito esperado e desejado, acrescido com desinência singular one a qual na maioria das vezes não possui função especifica. Tomou a forma de sobrenome através da expressão "Filius Quondam Carone" ou seja "Filho do Sr. Carone".

Carregosa - Sobrenome português classificado como sendo um toponímico, ou seja de origem geográfica, tem a mesma origem do sobrenome também português Carregal, ambos significando "lugar cheio de carregas ", carrega é uma espécie de graminea. Provavelmente a primeira pessoa a utilizar este nome para se diferenciar das demais, residia em um local cheio de carregas ou nasceu em tal local, ganhando assim a designação e a transmitindo a seus descendentes.

Carvalho - Sobrenome de origem portuguesa, classificado como sendo um toponímico, pois tem origem geográfica, existem registros deste sobrenome em Portugal desde o século XII. Em documentos antigos foi registrado como Carvalio. A família Carvalho tem solar no antigo Morgado de Carvalho, em terra de Coimbra fundado por D. Bartolomeu Domingues, Concelho de Penacova, nas famosas serras do Carvalho, pai de D. Soeiro Gomes de Carvalho. O primeiro indivíduo que se destacou dos demais através do uso deste nome deve ter sido uma pessoa que residia próximo a um carvalho que deveria servir de referencia na região ou pêlos atributos da planta em comparação ao indivíduo.

Casale - Sobrenome italiano classificado como sendo um toponimico, ou seja de origem geografica, Casale era o nome dado a uma pessao oriunda de uma das muitas cidades ou localidades assim chamadas e cujos nomes remontam oa latim Casalis, casario, conjunto de casas, aglomerado de moradias.

Castro - Sobrenome utilizado pôr portugueses e espanhóis, classificado como sendo um toponímico, vem do latim castrum ( castelo, fortaleza, forte). Em forma arcaica foi registrado como Crasto. D. Rui Fernandes de Castro, rico homem de el-rei D.Afonso VII, foi o primeiro a utilizar o sobrenome Castro, que tomou da vila de Castro Xerez.

Catini - Origem italiana. O sobrenome Catini pode ser considerado de origem domiciliar. Assim são chamados os sobrenomes que derivam seja do lugar de residência dos progenitores, seja do nome da cidade ou do país a que pertencem. Este sobrenome em particular deriva do termo "catino" (bacia), entendido como um vale formado de um lago ou de um rio. Podemos por isso imaginar que a composição da família seja identificada pelos membros da comunidade como um "que habitava naquele vale, naquela 'bacia'". Variantes do sobrenome Catini incluem Catino, Cattini e Cattani.

Cavalcante - Sobrenome de origem italiana, classificado como sendo derivado de uma atividade, vem do latim medieval caballicare ( cavalgar ) através do particípio caballicans, caballicantis ( que cavalga, cavalgador, cavaleiro).
Nome de família que surgiu em Portugal através de Rodrigo Cavalcanti, filho de Baptista Cavalcanti, nobre napolitano de origem florentina, e D. Francisca Achioli

Cavenaghi - Sobrenome italiano, classificado como sendo um toponímico, este sobrenome indica que o primeiro a utiliza-lo foi um habitante de uma das duas cidades setentrionais cujo nome era Cavenago, este nome remonta ao latim capanna (cabana,casebre) através de capannacus (ao estilo de choça ou conjunto de choupanas).

Ceccato - Sobrenome de origem italiana, classifica-se como sendo um patronímico, pois tem sua origem em um nome próprio, provavelmente o do fundador desta família, vem de Cecco com o sulfixo singular ato, o qual indica grau ou distinção, Cecco é uma forma popular e coloquial do nome Francesco ( Francisco ), tomou a forma de sobrenome através da expressão " Filius Quondam Cecco " ou " Filho do Sr. Cecco ", com o passar dos anos deve ter ganho o sulfixo, porem é difícil de determinar como isto ocorreu, somente com uma pesquisa genealógica da família.

Ceratti - Sobrenome de origem italiana, este sobrenome deriva de uma profissão, vem da palavra Cera com o sulfixo diminutivo atti, a expressão designava um mercador ou artesão que trabalhava com objetos feitos de cera, o nome foi transmitido aos descendentes do mercador, posteriormente ganhou sua forma plural quando entrou em uso a expressão " Cassata dei ", assim a "Casa dos Cerattos" transforma-se em "Cassata dei Ceratti", em italiano a terminação i indica o plural.

Cerezani - Sobrenome de origem italiana, variação gráfica de Cerasani, o qual vem de Cerasa com o sulfixo plural ani, Cerasa é uma variação regional de Ceresa , este pôr sua vez vem do latim Cerasia, através da forma medieval Ceresia ( Cereja ), o sobrenome indica um produtor ou mercador desta fruta.

Cerqueira - Sobrenome portugues classificado como sendo um toponímico, pois possui origem geográfica, deriva de Cercuaria, baseado no latim quercus ( carvalho ), então sua origem teria algo com " uma cerca de carvalhos ", provavelmente aonde habitava a fundador deste tronco familiar, no século XIII foi registrado como Cercaria.

César - Sobrenome português classificado como sendo um patronímico pois deriva do nome próprio do fundador deste tronco família, a principio alguém era conhecido como " Fulano filho do Sr. César ", passando esta designação aos seus descendentes. A família César procede de Vasco Fernandes César. Curiosidade: O nome César tem origem no latim Caesar e significa "cabeludo".

Chiarella - Sobrenome italiano, provavelmente derivado de uma alcunha do portador inicial, neste caso em particular da portadora inicial, pois tanto a primeira parte (Chiara) como a segunda (ella) estão na forma feminina. Chiara é a forma feminina de Chiaro o qual vem do latim clarus que significaria "claro, ilustre, luminoso", este apelativo era conferido com grande freqüência a pessoas ilustres, o sufixo singular feminino ella é uma das formas diminutivas de maior uso na língua italiana. O sobrenome se formou através de um descendente da Chiarella, assim teríamos "Fulano, filho da Chiarella", este teria passado a sobrenome adiante, sendo seu filho somente "Sicrano Chiarella".

Chioccola - Sobrenome de origem italiana, classificado como tendo sua origem em uma atividade profissional, é formado pela palavra Chiocca acrescida do sufixo feminino ola, o qual tem função diminutiva ligado a um oficio, Chiocca vem do celta Klokka ( sino ) e assume os significados de golpe, batida ou estouro, nos dialetos venetos prevalecem os sentidos de tiro, estouro ou crepitar do fogo. Provavelmente a primeira pessoa a se distinguir através deste sobrenome deveria ter um oficio ligado a um destes significados.

Cima - Sobrenome italiano para o qual existem mais de uma origem possivel.
      1 - O sobrenome Cima teve origem na Itália em função da atividade ocupacional daqueles que carregaram este sobrenome inicialmente. Este sobrenome derivou de cimato, que é o participio do verbo cimare, que significa "tosar o tecido". Outras formas encontradas para este sobrenome são: de Cima, del Cima, Cimato e Cimatore.
      2 - Sobrenome de origem italiana, oriundo de uma das muitas localidades chamadas Cima, cujo nome reflete o lat. cyma, broto, rebento, e, por extensão, a parte mais alta, pico, cimo, cume [Ciro Mioranza, Dic. de Sobrenomes Italianos, vol. I].
      3 - Familia Cima, o registro mais antigo encontrado foi o de Giovani Battista Cima, que nasceu em Conegliano, Itália, em 1459. Foi um renomado pintor renascentista que viveu em Veneza. Seu pai era um "Cimador" e dai veio o seu nome.
Mais informações sobre Giovani Cima podem ser encontradas no site da Enciclopédia Católica, em http://www.newadvent.org/cathen/, dentre outros sites. Vale acrescentar que alguns anos mais tarde surgem dois musicos em Veneza, também com o sobrenome Cima, que podem ser filhos de Giovani, pois este teve oito filhos.["Historical Research Center"]

Cintra - Sobrenome de origem geográfica, tomado a Cidade de Cintra (Sintra), em Portugal. Sobrenome de diversos grupos familiares estabelecidos em algumas regiões do Brasil.

Coimbra - Sobrenome português considerado como sendo um toponímico, ou seja tem origem geográfica, a palavra Coimbra vem do Celta Conímbriga, cujo segundo elemento ( -briga ) quer dizer "Castelo ou Fortaleza". O primeiro indivíduo a se diferenciar dos demais através deste nome deve ter sido um habitante de tal local ficando conhecido como " o de Coimbra ", transmitindo o nome posteriormente.

Collin / Colin - Sobrenome italiano, redução coloquial de Collino, este formado pôr Colla com o sufixo singular diminutivo ino, Colla ou Cola é uma forma familiar para o nome próprio Nicola (Nicolau) o qual também pode ter sido adotado como nome próprio, neste caso classificamos este sobrenome como sendo um patronímico, pois deriva de um nome próprio, que na maioria dos caso, recorda o nome do pai do portador inicial, Assim alguém de nome Nicola ou Cola, ganhou a forma afetiva Collino de seus semelhantes, seu filho era então conhecido como "Fulano filho de Collino" e seu neto simplesmente "Sicrano Collino" com o passar do tempo sendo transformado em "Beltrano Collin", o qual foi transmitido até os dias de hoje.

Comin - Até onde pude checar, os Comin´s chegaram ao Brasil em 1877 vindos do Vêneto junto a mais quatro famílias: Braggagnolo, Tessari, Dal Bó e Bonatto. Estas cinco famílias fundaram uma pequena vila na serra gaúcha que acabou originando a cidade de Carlos Barbosa...Da origem italiana, muito me ajudou a colaboração de Antonio Comin, um italiano que é professor aposentado de literatura italiana na Univesidade de Sidney (Austrália)...O sobrenome Comin provem da Roma antiga, do nome de família "Cominius" (inclusive é o nome de uma personagem de "Coriolano" de William Shakespeare), que derivou Comini na Itália e, no Vêneto, perdeu o "i" final, tornando-se apenas Comin...Quem se interessar mais por este sobrenome, pode adquirir o livro "The World Book of Comins" da Halbert´s Family Heritage (3687 Ira Road, PO Box 5000, Bath OH 44210-9952, USA).

Corgosinho - (de corgo; segundo o Aurélio, um corgo ou córrego pequeno). O sobrenome é comumente encontrado no oeste de minas e, segundo alguns, originou-se de um racha familiar nas região de Onça do Pitangui, próximo a Pará de Minas, Itaúna, Divinópolis, etc. Segundo os mais velhos, na região havia um senhor denominado Zé do Corgo (por passar, ao fundo de seu terreno, um pequeno córrego). Este senhor teria vários filhos "bastardos"; entretanto, no intuito de registrar todos os seus filhos, criou uma nova família e os filhos do Zé do Corgo passaram então a se chamar Corgosinho.

Cornolo - Sobrenome italiano derivado de uma profissão, este sobrenome se define pela palavra Corno ( chifre ) com o sulfixo diminutivo olo, a palavra Corno se referia a um instrumento musical que, nos tempos antigos e medievais, era feito de chifre de boi ( trombeta ou trombone ); o sobrenome recorda o fabricante ou tocador desse instrumento de sopro. Então definimos que o primeiro indivíduo a se destinguir dos demais com a denominação de Cornolo era um artista, passando assim este nome, com muito orgulho aos seus descendentes.

Corrêa ou Correia - Sobrenome português classificado como sendo um toponímico, ou seja de origem geográfica, indica "um lugar onde há muitas corriolas, corrijolas e correias ( espécies de plantas )", semelhantes em seus filamentos as correias ou tiras de couro. Em um documento latim do século XIII figura como alcunha ( apelido) de " Dominicus Menendi, clericus, dictus Corrigia". No Brasão dos Correias há 6 correias, originadas, é claro, do nome. A família Correia de Portugal procede de Paulo Ramiro, rico homem que passou ao reino com o Conde D. Henrique.

Corvello - Sobrenome italiano, classificado como sendo variante de uma alcunha (apelido) do portador inicial, Corvello vem de Corvo com o sulfixo ello, o qual tem função diminutiva, podendo então ser traduzido como " Corvinho ", Corvo vem do latim Corvus, o sobrenome recorda esta ave que, entre os antigos gregos, romanos e povos germânicos, era sagrada em todos estes povos, era crença que o corvo, com seus elevados e longos vôos, alem de estabelecer uma ligação entre os deuses e o homem, conduzia os exércitos em formação de batalha a vitória segura, o sobrenome conferia a seu portador os atributos do corvo, a paciência, persistência e perspicácia.

Costa - Sobrenome português classificado como sendo um toponímico, pois tem origem geográfica, vem do latim Costa ( costela ), mas aplicado metaforicamente na orografia. A família Costa é muito antiga em Portugal de onde se ramificou para o Brasil teve seu solar na Quinta da Costa, comarca de Guimarães, com torre e casa forte.

Cruz (da) - Sobrenome português de origem cristã, refere-se à cruz carregada por nosso senhor Jesus Cristo. Na idade média era comum algumas famílias adotarem sobrenomes de origem religiosa, na esperança de que estes nomes trouxessem saude e prosperidade, além de afirmarem suas posições como bons cristãos.

Cunha - Sobrenome encontrado em Portugal e Espanha, classificado como sendo um toponímico, pois tem origem geográfica, em documentos do século 12 a 14 existem registros da grafia Cuinha, Coinha e Coina. Vem de Cunha "rochedo isolado cuja forma lembra uma cunha". Uma tradição explica a existência de povoações com esse nome, e usual em diversas famílias, pelo fato de D. Paio Guterres, natural da Gasconha, mandar colocar 9 cunhas no castelo de Lisboa e por elas pôde subir com os seus, conquistando a cidade ( cerco de Lisboa 1147 ). Os Brasões dos Cunhas, em memória desse feito, possuem 9 cunhas. El-rei D.Afonso I concedeu-lhe o apelido por distinção. Dizem que os Cunhas de Portugal tinham o seu solar em Cunha, a velha, termo de Guimarães.

Cupertino - Sobrenome de origem cristã, do confessor São José de Cupertino ( 1603 - 1663 ) , isto é da cidade de Copertino, arredores de Salente, diocese de Nardo ( Itália ), adotado como sobrenome por seus descendentes e/ou seguidores.

Curtarelli - Sobrenome de origem italiana, forma plural diminutiva de Curto, o qual designava os habitantes oriundos da cidade meridional de Curti, cujo nome remonta ao latim medieval Curtis ( Corte ), classifica-se como sendo um toponimico, pois possui origem geografica, o fundador deste tronco familiar, era, provavelmente um habitante da cidade de Curti, sendo assim chamado de Curto, conhecido como " Fulano, o Curto " , transferindo assim, posteriormente esta designação aos seus descendentes, posteriormente um de seus descendentes ganhou o apelido diminutivo de Curtarelle, alterando seu sobrenome, e como antigamente muitas familias italianas tinham como tradição, morarem junto, transformou-se na " Familia dos Curtarelli " ( em italiano a terminação " i " representa a forma plural ).


      Importante - Os textos aqui publicados são apenas pequenas amostras dos historicos enviados, caso seu sobrenome não esteja aqui ou deseje maiores informações visite a sessão "Produtos" ou entre em contato conosco e lhe enviaremos um orçamento sem compromisso.